Teciteca promove encontros com artesãs, pesquisadoras e artistas

Data de publicação: 31 de out de 2020


Através de linhas e fios contamos histórias que entrelaçam nossos afetos com nossa família e nossa comunidade. Quem, quando criança, não teve a experiência de ver a vó costurando tecidos e trabalhando com bordados?! São com esses movimentos suaves e contínuos das mãos que, rendeiras, bordadeiras e matriarcas trazem em suas obras artesanais o conhecimento ancestral adquirido com as mães e estas com as avós. Pois, é em meios a esses emaranhados de linhas e histórias que o Grupo de Pesquisa e Extensão da UFBA, Teciteca, propõe o encontro virtual, “Linhas e Tramas sobre o Têxtil Artesanal”, afim de resgatar os laços que fazemos ao longo de nossa vida.

Há cerca de dois anos, o Grupo vem produzindo eventos e fazendo viagens de estudo e troca de experiências com as comunidades tradicionais do Recôncavo Baiano, buscando ressaltar a importância da preservação da cultura local e dos afetos familiares construídos através da historicidade da produção artesanal.

Nesse período de atividade, sob a coordenação da profa Priscila Lolata, a Teciteca fez parceria com o movimento internacional Fashion Revolution, desenvolveu ateliês livres – “Ateliê Livre Teciteca”, inspirados no trabalho das Apilleras do Chile, e bordou todo o texto de um cordel, em 50 páginas de tecido, sobre as rendeiras de Saubara, escrito por Zezão Castro em parceria com o grupo.

Em “Linhas e Tramas sobre o Têxtil Artesanal”, serão apresentadas pesquisas sobre a importância do acervo têxtil para a preservação da cultura tradicional, o design dialógico, além da presença de rendeiras tradicionais contando suas histórias de vida e sobre a produção e a cultura das rendas e bilros. Tecendo assim, o diálogo entre as comunidades tradicionais e a universidade.

Para esse encontro, contamos com a presença de Vera Filippi, doutora em Design pela UFRGS, com pesquisa voltada para a criação do Museu Moda e Têxtil UFRGS, ministrante de cursos focados em criação de rendas (aulas teóricas e práticas), integrante do grupo de estudos História da
Arte e Cultura de Moda, na UFRGS, vinculado ao CNPq, e membro do Conselho Consultivo do Museu Moda e Têxtil UFRGS.

Márcia Ganem, designer e gestora social, doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Administração-UFBA, defendendo a relação entre design, empreendedorismo cultural e desenvolvimento territorial.

O encontro virtual conta também com a participação das rendeiras tradicionais do Recôncavo Baiano, tais como Maria da Conceição Nogueira Bonfim, conhecida como Dona Conci, da comunidade da Ilha de Maré, onde reside e produz renda de bilros. Dona Conci foi a rendeira que recebeu e acompanhou a equipe da Teciteca na Ilha de Maré, proporcionando também o encontro com outras rendeiras do local. A transmissão do evento será feita através da página da Teciteca no Facebook e canal Youtube, além do conteúdo exposto também na página do Instagram do Grupo.

Também será oferecida uma oficina ministrada por Dora Araújo, graduada em Artes Visuais pela UFBA, pesquisadora e autodidata na produção de têxteis artesanais, que compõe sua produção artística e o conteúdo de oficinas e cursos em escolas, universidades e, atualmente, em ambientes virtuais.

A oficina acontecerá pelo Google Meet através do link enviado às pessoas inscritas. As inscrições estão abertas e devem ser feitas através do Formulário de Inscrição https://instabio.cc/21026aWfuDJ.

Toda a programação é gratuita e conta com o apoio da PROEXT, através do Edital PAEXDoc Tessituras.

Redes sociais e contatos:
Facebook / Instagram / YouTube – https://instabio.cc/21026aWfuDJ
E-mail: tecitecaeba@gmail.com

Trasmissão das lives:

  • Canal da Teciteca UFBA no YouTube
  • Página da Teciteca UFBA no Facebook

Sala virtual da oficina:

  • Google Meet (restrita às pessoas inscritas)

Todas as atividades são gratuitas.

© 2016 Todos os direiros reservados - Desenvolvido por uma cria da casa