Superior em Decoração

 

A Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia, a segunda do Brasil, foi fundada em 1877. A partir de 1946 foi incorporada à Universidade da Bahia, tendo sido federalizada três anos depois.

Em 1961 quando o curso de Arquitetura deixa de fazer parte da Escola de Belas Artes, passando para a Área I (área de exatas) e não mais da Área V, de Artes, criou-se uma lacuna no mercado que só foi preenchido 30 anos depois, com a criação do Curso de Decoração Ambiental (posteriormente chamado de Curso Superior de Decoração) da EBA/UFBA, em 1991. Dois anos após formar a primeira turma, em 1997 o curso foi reconhecido pelo MEC.

O ano de 2016 marcou a história do curso, que completou 25 anos de existência na EBA/UFBA, com grande reconhecimento para o ensino e se evidencia na produção científica que vem sendo realizada pelos programas de iniciação científica, pelos diversos programas de pós-graduação lato-sensu e stricto- sensu em todo o Brasil e especificamente no da Escola de Belas Artes, cuja linha de pesquisa- Arte e Design: processos, teoria e história, nos níveis de mestrado e doutorado, possibilita o desenvolvimento da pesquisa sobre múltiplos aspectos e interfaces das artes com design, tecnologia e ciências humanas. O outro marco do ano de 2016 foi o reconhecimento da atividade profissional em âmbito nacional através da Lei nº 13.369, que dispõe sobre a garantia do exercício da profissão de designer de interiores e ambientes.

O Curso  Superior de Decoração (Design de Ambientes) da Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia é um curso superior do tipo bacharelado e tem por objetivo formar profissionais aptos a  trabalhar na concepção, planejamento e organização de ambientes internos e externos, residenciais, comerciais, promocionais e/ou institucionais, educacionais, de atenção à saúde etc., de acordo com as condições de conforto ambiental e adequação homem-ambiente, considerando as peculiaridades socioculturais da região onde atua.

O perfil profissional do egresso do curso deverá apresentar certas habilidades e competências, tanto na esfera cognitiva, quanto, emocional. São elas:
– Capacidade de reflexão sobre a realidade histórica, socioeconômica e cultural;
– Domínio da metodologia de elaboração de projeto;
– Capacidade de expressão verbal, escrita e gráfica;
– Conhecimento dos aspectos específicos de sua área de atuação e capacidade de diálogo interdisciplinar;
– Conhecimento do setor produtivo de sua especialização;
– Noções de gerenciamento e administração de produção;
– Capacidade para apropriação do pensamento reflexivo e da sensibilidade artística.

Através do Projeto de Reestruturação Curricular do Curso Superior de Decoração, passará a denominar-se Curso de Design de Interiores. Essa ação se configura-se na mais profunda e importante reformulação de sua história, que, ancorada em sua memória recente, constrói o presente com um olhar para o futuro.


© 2016 Todos os direiros reservados - Desenvolvido por uma cria da casa