EBA publica edital para seleção de docente por tempo determinado

Publicado em: 26 de jan de 2021


O Chefe em Exercício do Departamento de História da Arte e Pintura da Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia UFBA, no uso de suas atribuições legais, tendo em vista o disposto no Edital no 07/2019 de 18/12/2019, de convocação para contratação de docente por tempo determinado, do Magnífico Reitor da UFBA, publicado nas Unidades de Ensino da UFBA e em extrato no D.O.U. de 25/01/2021 e no site da SUPAC (www.supac.ufba.br), torna público que estarão abertas as inscrições para o Processo seletivo simplificado para contratação de docente por tempo determinado do Departamento de História da Arte e Pintura, de acordo com a legislação pertinente e complementar, mediante as normas e condições contidas neste Edital Interno, publicado pela Escola de Belas Artes em sua página na Internet (http://www.belasartes.ufba.br/editais/).

Clique aqui para acessar arquivo PDF do edital.






Escola de Belas Artes da UFBA adere ao SISU 2021

Publicado em: 20 de jan de 2021


A EBA/UFBA informa que em 2021 não haverá teste de habilidade específica. A entrada de novos estudantes ocorrerá por meio do SISU. A adesão dos cursos da Escola de Belas Artes ao Sistema de Seleção Unificada (SISU), ocorrerá excepcionalmente no ano de 2021, devido à situação de pandemia e de emergência em saúde pública.

A resolução 11/2020 do Conselho Acadêmico de Ensino da Universidade Federal da Bahia pode ser lida, na íntegra, em arquivo PDF.






Votos de BOAS NOVAS EM 2021

Publicado em: 01 de jan de 2021


Que 2021 seja o ano do reencontro presencial no nosso prédio da EBA-UFBA, cheio de luz, novas energias, ponto de encontro de arte e vida num contínuo movimento!

Feliz Natal! Feliz ano novo!

Saúde e paz para todos nós!

Nanci Novais






EBA143A – Escola de Belas Artes comemora 143 anos

Publicado em: 11 de dez de 2020


A Escola de Belas Artes celebra 143 anos de sua fundação. Apesar das dificuldades destes tempos atípicos, nossa comunidade está mais unida que nunca, trabalhando para continuar produzindo conhecimento, educação e promoção das Artes Visuais e do Design com uma rica agenda de atividades e eventos. Sejam bem-vindas e bem vindos!

Conheça a programação comemorativa na página www.belasartes.ufba.br/143anos.

 






Galeria 360

Publicado em: 11 de dez de 2020


O projeto de Extensão Galeria 360, EBA UFBA, apresenta alguns exercícios experimentais realizados por alunas, alunos e professores durante o semestre suplementar de 2020.

A abrangência dos trabalhos é uma pequena amostra da diversidade, experiências e escolhas deste nosso período pandêmico.

Boa viagem

1- Cristiano Piton
https://youtu.be/uMMDRhAR5ew

2 – Aline Cavalcante
https://youtu.be/Mxiq5nO5BhM

3 – Cândido
https://youtu.be/APzJx54GzJc

4 – Ricardo Bezerra
https://youtu.be/046wrlwSk54

5 – Tripla curadoria – Dimensões
https://youtu.be/AmzdukRVIA8

6 – Tamara Maia
https://youtu.be/9Oe74al-EKI

7 – Tatiana Cavalin
https://youtu.be/cd4Goj6y3A8

8 – João Barzilai
https://youtu.be/BI6IPicjPNg

9 – Emanuela Boccia
https://youtu.be/r47zjxlfk5M

10 – Marina Barreto
https://youtu.be/aUXsUOtsDaA

11 – Caique Sapho

12 – Fabian

www.intercom2020.ufba.br

Canal do YouTube: extensaogaleria360
https://youtu.be/D0qMwLLVHN8






Coronavideos Microfilmes

Publicado em: 10 de dez de 2020


Coronavideos Microfilmes sobrevoa o território à procura de indícios que manifestem a desigual contaminação pela Covid-19.

O projeto faz parte da programação comemorativa dos 143 anos da Escola de Belas Artes/UFBA, em dezembro de 2020.

Youtube: https://youtu.be/LNQK0sofoNc

#1 Ancestral Abissal – Falta de ar
#2 Irreversível – Contaminação seletiva
#3 O código do vírus – Isolamento social
#4 Casa – Residência desigual
#5 Carlos Gomes, 912 – A função social da propriedade
#6 Contágio dessemelhante – Naufrágio civilizatório
# 7 Quarentena – Contato e apartamento

Coronavideos é um projeto de José Mamede e Ana Carla Vannuchi.






III Encontro Arte, Cidade e Urbanidades – Venha Participar

Publicado em: 01 de dez de 2020


Olá queridas, queridos e querides!

Compartilhamos com vocês a programação do III Encontro: Arte, Cidade e Urbanidades que acontecerá entre os dias 30 de novembro ao dia 4 de dezembro de 2020, através do nosso canal do youtube Urbanidades: https://www.youtube.com/channel/UC_Q91bapGX1I-JeutgAyqXA. Todas as atividades serão abertas ao público geral e gratuitas.

Nas mesas, conversas e sessões temáticas compartilharemos reflexões sobre práticas artísticas, ficções e paisagens e buscaremos pensar questões e redimensionamentos sociais, políticos e imaginários das urbanidades no atual cenário, no intuito de estimular uma discussão de ações que surgem na interação entre corpos, territórios e experiências em espaços públicos. Em um momento de sobreposição de diferentes crises, desejamos pensar as reformulações e caminhos das estratégias artísticas em espaços urbanos na busca de proposições crítico-reflexivas que lidam com os desafios e as fronteiras da arte no contexto urbano.

Integra este Encontro a exposição virtual A exceção e a regra: emergências urbanas que apresenta, a partir de diferentes perspectivas, uma constelação de abordagens artísticas da cidade, suas urgências e emergências. Em resposta a um convite público para pensar sobre a cidade e suas inflexões estético-políticas no presente, sob o formato de imagens e vídeos, 68 artistas e coletivos responderam-nos com gestos urbanos, ações efêmeras, colagens, pinturas, projetos, proposições, intervenções em espaços específicos e imaginários, registros e documentos do cotidiano. Esses arquivos ocupam um espaço virtual coletivo, em que constelam múltiplos territórios, associando-se de maneira singular, criando fricções, imaginando, refletindo, cartografando aspectos de uma cidade por vir.

A  exposição A exceção e a regra: emergências urbanas estará  aberta ao público entre os dias 30/11 e 30/12, através do link: https://urbanidades.hotglue.me/

O III Encontro de Arte, Cidade e Urbanidades é organizado pelo Grupo de Pesquisa Urbanidades do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da Escola de Belas Artes da UFBA, com o apoio do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas e do Núcleo de Apoio à Inclusão da Universidade Federal do Acre.

As inscrições para ouvinte seguem abertas, caso você queira solicitar certificado de participação no evento, acesse nosso site para se inscrever.

Segue a programação detalhada do encontro. Aguardamos vocês!

30/11 (segunda)

abertura | 16h-16h30
Apresentação do evento com o Grupo Urbanidades
*atividade com intérprete de libras
Youtube: https://abre.ai/urb-abertura-yt

conversa | 16h30
Contextualizando la performance en paraguay: acciones artísticas y extra-artísticas en espacios públicos de asunción y zonas próximas
Sandra Dinnendahl López | mediação de Vanessa Jesus
*atividade com intérprete de libras
Youtube: https://abre.ai/urb-abertura-yt

conversa | 17h30
A profanação do Público
Santiago Cao | mediação de Vanessa Jesus
Google Meets: https://meet.google.com/xkb-xncn-hqz

conversa | 19h-21h
André Mesquita | encontro pré-gravado
Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=-ZnreUjVfLY&feature=youtu.be

exposição virtual | 30/11/2020 a 30/12
A exceção e a regra: emergências urbanas
Artistas: Andrea May, Ariberto Filho, Articulação das Comunidades e Movimentos do Centro Antigo de Salvador, Augusto Leal, Bárbara Cabral, Beatriz Rodrigues, Camila Alba, Camila Barbosa de Amorim, CAPU – Coletivo de ações poéticas urbanas , Cassandra Barteló, Daniel Lisboa / Lambes do Mal, Daniel Soto / Cartazes Julhienses, DERIVANEIOS/Gutão, Douglas Peron, Fabio Gatti, Fernando Gomes, FLOS, Francesco D’Ávila, Gabriel Bonfim, gabriel villas, Gil Maciel Rocha, Gu da Cei, Guilherme Bergamini, Guilherme Tarini, Gustavo Balbela, Israel Campos, Julia Pema, Karol Monteiro, Laïs Krücken, Laura Carvalho, Letícia Haines, Luíza Coqueiro, Luiza Poeiras, Luiza Sanz, Madalena Felinto, Marcelo Terça-Nada, Marcio Junqueira, Marília Oliveira, Marina Muniz, Massape, Maurício Leonard, Morgana Mafra, Movimento Nosso Bairro É 2 de Julho, Netão RIbeiro, Nina Caetano, Noruco Rompo Todo, Octavia Mardones, PHOTOGRAPHEIN, Piatan Lube, Pilar Vargas, Poro, Ramon Gonçalves, Renata Castillo, Ricardo Guimarães, Riciere Teixeira, Secura Humana, Sérgio Augusto Medeiros, Tales Frey, Tali.boy, Thalia Santos Silva, Thays Tyr, Vaga-mundo: Poéticas Nômades, Vinícius Souza, Vitório Sampaio, Wagner Lacerda, Yéssica Diaz, Yuriê Perazzini, Zara.
Curadoria: Laura Benevides, Lucas Feres e Lucas Lago,
Youtube: https://abre.ai/urb-expo-yt

01/12 (terça)

comunicações – Ficção, memória e produção de imaginários | 09h-12h
mediação de Marcelo Farias
Mapa-lembranças: uma proposição criativo-pedagógica para trabalhar espaços-lugares | Érica Carneiro Rocha Lopes
Arte urbana na Bahia: sensíveis fissuras pela insurgência de imaginários outros | Hanna Cláudia Freitas Rodrigues
Grafite do caçador africano: a arte do muro que não existe | Henrique Cunha Júnior
Cinema super 8 e cidade: construções de imaginários em São Luís – MA | Joseane Aranha Dantas e Josenlima Aranha Dantas
Duas cidades: a delimitação do perímetro de tombamento e a construção de narrativas do patrimônio cultural na cidade de Goiás | Emilliano Alves de Freitas Nogueira
Poéticas no Arquivo: três narrativas decalcadas das paisagens da memória de Geraldo Ramos | Maria Madalena Felinto Pinho Ramos
Youtube: https://abre.ai/urb-com1-yt

mesa | 16h – 18h30
Ficção, memória e produção de imaginários
Ana Pato, Yhuri Cruz e Gabriela Gaia | mediação de Lucas Feres
*atividade com intérprete de libras
Youtube: https://abre.ai/urb-mesa1-yt

lançamento – 19h – 21h
Livro gestos artísticos em tempos de crises (Urbanidades | 2020)
Youtube: https://abre.ai/urb-livro-yt

 

02/12 (quarta)

comunicações – Expedições, deslocamentos e práticas artísticas | 09h-12h
mediação de Eloísa Brantes
Deslocamento, urbanidade e gênero: quem pode flanar? | Sofia Boito
Remissão uma experiência de fotoperformance sobre assédio | Marilia Oliveira
Deslocamento e desvios: as experiências artísticas de Paulo Bruscky | Ludmilla Britto e Marcelo Faria
Desvio com a palavra imagem | Ricardo Guimarães
Por este sinal conquistarás: capturas em trânsito nas reverberações de um gesto | Guilherme Leme Tarini
Tríade Tour: cidade como matéria | Mariana Vaz de Camargo
Youtube: https://abre.ai/urb-com2-yt

mesa | 16h-18h30
Expedições, deslocamentos e práticas artísticas
Ícaro Lira, Veronica Stigger e Jacopo Visconti | mediação de Lucas Lago
*atividade com intérprete de libras
Youtube: https://abre.ai/urb-mesa2-yt

abertura da exposição virtual + mostra de vídeos | 19h-21h
Abertura da exposição A exceção e a regra: emergências urbanas + mostra de vídeos
Youtube: https://abre.ai/urb-expo-yt

 

03/11 quinta

comunicações – Arte, alimento e paisagem | 09h-12h
mediação de Marcelo Rocco
Terreiros e quintais africanos diaspóricos: quando os usos medicinais, religiosos e alimentícia se encontram no rural e urbano da Bahia | Marta Raquel da Silva Alves, Erivan de Jesus Santos Junior e Thais Facchinetti Ribeiro Oliveira
Alimentário e cru: duas exposições sobre arte e comida no Brasil | Marcelo Terça-Nada
Comida como cultura: quando produzida | Rogério de Vargas e Cleber Prodanov
Plantas alimentícias não convencionais e seus benefícios nutricionais | Fernanda Nágila de Carvalho e Adilson Roberto Siqueira
Como propor um cartão postal | Rafael Cristiano Ferreira de Amorim
Katxanawa e o espírito dos legumes: prática cultural do povo Huni Kuī | Dasu Inu Bake Huni Kuin e Hanna Talita Araujo
Youtube: https://abre.ai/urb-com3-yt

mesa | 16h-18h30
Arte, alimento e paisagem
Amilcar Packer e Elaine Azevedo | mediação de Marcelo Terça-Nada
*atividade com intérprete de libras
Youtube: https://abre.ai/urb-mesa3-yt

exposição virtual + bate papo | 19h-21h
Bate papo com Brígida Campbell
Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=CWixojPnfBw

04/12 sexta

comunicações – Expedições, deslocamentos e práticas artísticas  | 09h-12h
mediação de Eloisa Brantes e Ines Linke
Figurinos-corpos-cadeiras: só para causar, ou modificar impressões | Amabilis de Jesus da Silva
Por uma armada animista-situacionista: correlações entre práticas situacionistas e o pensamento de Isabelle Stengers | Mário César Rodrigues de Freitas Lins Filho
Cenografias das paisagens multilocais amazônicas: indumentária como performance identitária | Gisela de Andrade Brugnara
Práticas entre arte e ativismo ambiental | Julia Naidin
Navegar a paisagem: experiências marítimas | Eliz Tosi Modolo e Rodrigo Gonçalves dos Santos
Youtube: https://abre.ai/urb-com4-yt

conversa | 16h -18h30
Coisas que precisam ser feitas
Eleonora Fabião | mediação de Carlos Alberto Ferreira
*atividade com intérprete de libras
Youtube: https://abre.ai/urb-mesa4-yt

exposição virtual + bate papo – 18h30-19h30
A exceção e a regra: emergências urbanas
Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=N9a6FiYr52M






X Mostra de Performance: Negríndio, Corpo, Imagem, Violência e (Re)Presentação – (Evento Virtual)

Publicado em: 27 de nov de 2020


Laroyê! Benção meus mais velhos, benção meus mais novos. Mukuiu pra quem é de mukuiu, Kolofé pra quem é de Kolofé, Motumbá pra quem é de Motumbá. Que soem os atabaques, maracás e adjás, iê! Invoquemos as Encantadas (os), Mestras(es) juremeiras, caboclas(os), e Orixás! Adupé! Saudemos os Caciques, Xamãs, Pajés, Tuxauas: – Xêtruá! Xeto maromba Xeto! Iyás e Babalorixás, Mo júbà! Zumbis, Dandaras, Guajajaras e Marielles, Agô! Àṣẹ!

A X MOSTRA DE PERFORMANCE NEGRINDIOS – IMAGEM, CORPO, VIOLÊNCIA E (RE)PRESENTAÇÃO se trata de um evento virtual aberto ao público externo à UFBA, especificamente artistas visuais, performers, dançarinos, atores, músicos e artistas de um modo geral. A Mostra será composta por: exposição de fotoperformances, vídeosperformances e teleperformances; palestras e conferências de pesquisadores convidados, giro de conversa com artistas integrantes da Mostra. O local da sua realização se dará em plataforma virtual no período de 30/11 a 02/12/2020 e deverá ser transmitida ao vivo nas redes sociais como Facebook e YouTube.

NEGRINDIOS, Imagem, Corpo, Violência e (Re)Presentação propõe discutir a produção artística como insurgências contemporâneas, que tomam como referência o estado de violência impresso pelo “trauma colonial”, machista, racista e misógino que assolam a sociedade. Pretende problematizar o corpo negro e indígena como corpo político marcado pela memória e história do etnocídio aos povos originários e ao escravismo “afro atlântico” nas terras Brasilis.

Corpos “Negrindios” desafiam outros sentidos de existência, distintos daqueles que lhes são impostos pela perversidade sistêmica globalitarista, herdada do processo colonial branco. Esse trauma permanente encontra na arte da performance, o lugar de expressão do corpo social, político e crítico manifestado como sujeito de (re)presentação, circulação de imagens e ação “contraestéticas” “artevistas”, agregadores de significados e questionadores do contexto atual. Somos NEGRINDIOS: vidas negras e indígenas importam. “Precisamos compreender a nação brasileira como Tupi Guarani, Tupinambá, miscigenada com Bantus, Malês, Yorubás, Nagô, Jejes, Fons, Ewê e Fanti Ashanti” – conforme define Kabengele Munanga (2009) sobre as fontes do Brasil contemporâneo.

Em seu livro A queda do Céu, Davi Kopenawa nos questiona: “Gostaria que os brancos parassem de pensar que nossa floresta é morta e que ela foi posta lá à toa. Quero fazê-los escutar a voz dos Xapiri, que ali brincam sem parar, dançando sobre seus espelhos resplandecentes. Quem sabe assim eles queiram defendê-la conosco? […] Eu, um Yamomani, dou a vocês, os brancos, esta pele de imagem que é minha”. Ailton Krenak, em Ideias Para Adiar o Fim do Mundo, nos alerta: “Como que ao longo de dois mil ou três mil anos nós construímos a idéia de humanidade? Será que ela não está na base de muitas escolhas erradas que fizemos, justificando o uso da violência?”

A universidade como lugar de articulação política de saberes e conhecimento científico, e a X Mostra de Performance como um de seus inúmeros eventos, propõe (re)contextualizar, (re)significar, (re)acionar, (per)formar e (re)performar o “perspecticídio” que nos deixa mudo, surdo e cego diante da violência que nos rodeia, potencializando os espaços destinados à arte com ações que movam o pensamento acadêmico eurocentrado. Acender as marcas do corpo “NEGRINDIO” artístico, poético e político que quer falar, mas deseja ser ouvido, transformando estes espaços em um campo de interatividade, dúvidas, embates, consonâncias, reflexões, resistência, (re)existência, “subversividade” e “pluriversidade”.

A X Mostra convoca todos os que acreditam na potência das formas de expressão da arte do corpo a se manifestarem, ética e esteticamente, com discursos poéticos/performativos em resposta às nossas questões pessoais/sociais. Pretende também, consolidar a construção de um coletivo artístico amplo, combativo e atuante que vem se formando desde a I Mostra. Convida a uma vivência NEGRINDIA como entrecruzamento de saberes e lugar de superação da “enfermidade colonial”. Propõe ainda ser um espaço permanente de “Arte de Ação” com estratégias de enfrentamento, resiliência, coexistência e (re)existência na “cena contemporânea” – parafraseando Milton Santos, “desses que são descendentes na contemporaneidade dos nossos mais importantes ancestrais Negros e Índios”.

Por Ricardo Biriba e Wagner Lacerda

 

 

X Mostra de Performance: Negríndio, Corpo, Imagem, Violência e (Re)Presentação – (Evento Virtual)

https://www.mostraperformance.com/
Coordenação e Curadoria: Ricardo Barreto Biriba e Wagner Lacerda de Oliveira
30 /11 a 02/12/2020
Escola de Bela Artes/UFBA

EXPEDIENTE

Reitor
João Carlos Salles Pires da Silva

Pró-Reitora de Extensão
Fabiana Dultra Britto.

Diretora da Escola de Belas Artes
Nanci Santos Novais

Coordenador do Programa de Pós Graduação em Artes Visuais
Edgard Mesquita de Oliva Júnior

Chefe do Departamento de Expressão Gráfica e Tridimensional
Renata Voss

Coordenador do Curso de Especialização em Arte Educação Cultura Brasileira e Linguagens Artísticas Contemporâneas
Ricardo Barreto Biriba

Coordenador da X Mostra de Performance
Ricardo Barreto Biriba

Corpo Educativo:
Designer: Criação e Programação Visual do Site da X mostra, Catálogo, Pôsteres de Divulgação
Carlos Henrique Reis

Secretaria Executiva
Lioil Lohana Soares de Brito

Transmissão Web Plataforma Virtual ZOOM | YOUTUBE
Gabriella dos Santos Correia

Programação – local – Canal do YouTube Mostra de Performance UFBA
30/11 – Segunda-Feira
18h00min
Mesa de Abertura – Negríndios: corpo, imagem, Violência e Representação

Palestrantes:
José Mário Peixoto – Performer – Criador da Mostra de Performance
Prof. Dr. Laudemir Santos (Lau Santos) RJ – Escola de Teatro UFBA
Gê Viana (MA) – Finalista Prêmio PIPA 2020
Tiago Romero – NABTA – Núcleo Afro-Brasileiro de Teatro de Alagoinhas
Mediadores:Ricardo Biriba e Wagner Lacerda – Escola de Belas Artes – UFBA

19h20min
Abertura da Galeria de FotoPerformance
Caboclo Transatlântico
Luís Paixão

Mascara
Josi Tainá

Transparency in Government
Michael Philpot

Corpo como território
Henna Melo

Ouriçador de sonhos
Fernando Bernardes

Exu
Sander Newton

Cartografias e desertificações (in) humanas
Geisa Lima

Série Santo Desobediente
Wagner Lacerda

Grite no meu corpo.
Afrokaliptico

Medéia Negra
Adeloyá Ojú Bará

Desvendando a Vênus
Paula Brito e Saulo de Araújo Rodrigues

SINAL VERMELHO
Adriana Chaves, Ana Elisa Gonçalves, Éle Fernandes e Saulo Calixto

Sem Título
Vinícius Souza

“Aroma de Dendê”: performance negra
Pablo Porttella

Banho de Sangue
Augusto Henrique

Linhas, Retas e Curvas: texto e corpo autobiográfico
Nayara Leite

“1995”
Josélia Andrade Santos

Cama
Giovani Rufino

Afrotitudes
Mariana Ayumi

Visagi
Tassila Custodes

19h45min
Apresentação de Video Performances

Negríndios
Ricardo Biriba | Wagner Lacerda | Lioil LOhana Britto
Ambientação musical: Ricardo Costa
Direção de Fotografia: Lau Santos
Imagens: Gabi Correia | Raissa Biriba
Edição: Ricardo Biriba

Poemas (entre)Abertos
Jaime Figura (Artista Convidado)
Ambientação musical: Ricardo Costa
Direção de Fotografia: Lau Santos
Imagens: Gabi Correia | Raissa Biriba
Edição: Ricardo Biriba

Caboclo Pena Branca
Caboclo de Cobre com participação Lioil Lohana
Ambientação Musical: Ricardo Costa
Direção de Fotografia: Lau Santos
Imagens: Gabi Correia | Raissa Biriba
Edição: Ricardo Biriba

01/12 – Terça-Feira
18h00min
Apresentação de Videoperformances

Xanvante Cósmico
Victor Venas

Kuhin
ALBA VIEIRA

DES(AMAR)RAR
Jhuli – Juliana Oliveira de Souza

Vidas Negras Importam
Rita Marques

Memória Corporal: dança da Rainha!
Iasmim Alice da Silva

DANDARA
Anderson Santana Dantas

Boitatá
Alba Vieira

ALVEJAMENTO
Vinícius Souza e Marcos D’Sá

“Eu Raiz”
Fernanda Ferreira

Bó Iemanjá
LUZ X – Luz Anthony Batista Sampaio

Cá comigo
Gio de Oliveira – Giovany de Oliveira Silva

Banguê
Val Ribeiro – Valdinei Ribeiro da Silva

Infestação
Lela Queiroz

Esqueceram de mim s/n Tele performance
Proponente: Coletivo A-FETO direção Ciane Fernandes
Criadores/performers: Alba Vieira, Alex Beigui, Carla Vendramin, Carlos Alberto Ferreira, Ciane Fernandes, Diego Pizarro, Edu O., Eduardo Rosa, Fao Miranda, Iane Garcia, Kiran Gorki, Lenine, Guevara, Líria Morais, Luciana Hartmann, Lucio Di Franco, Ludimila Nunes, Morgana Gomes, Nei Lima, Patrícia Ragazzon, Priscylla Lins, Ricardo Fagundes, Sol Di Maria, Thales Lopes, Thiago, Cohen, Victor Gargiulo.

02/12 – Quarta Feira
18h00min

Chão de Artistas
Roda de Conversa com os artistas integrantes da X Mostra de Performance – Mediação do Corpo Curatorial, Ricardo Biriba e Wagner Lacerda

19h00min – Apresentação de Videoperformances:

quiZera aos Pés do Caboclo
Arthur Scovino

“Sobra viva”
David Balt

Kalunga
Tamirys O’hanna

A Morte de Nanã
Daniela Pessoa

Sufocamento Enquadrado
Nelson Bruno Delfino

Homem/Boi ; Vida/Morte . . .Transmutações de Mim
Marcos Braga

Arde, sangra e não morre
PC – Rodrigo Pedro Casteleira

Retomada
Isabel Figueira

 
19h45 min
Encerramento
 
Ricardo Barreto Biriba
Escola de Belas Artes
UFBA

tel 3283 7920
98897 4610






CAUEBA – Assembleia Estudantil






Desenho de luz nas Artes Visuais (resultado do curso)

Publicado em: 27 de nov de 2020


Resultado do curso de extensão Desenho de Luz nas Artes Visuais foi ministrado entre março e outubro de 2020 pela iluminadora cênica Ferna Almeida, pela pesquisadora/curadora Ines Linke e pela artista plástica/produtora Daniela Steele na Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia






© 2016 Todos os direiros reservados - Desenvolvido por uma cria da casa