PROTO_

Publicado em: 12 de jan de 2020


Exposição “PROTO_” de Raoni Gondim no Museu de Arte da Bahia

A exposição propõe um espaço de reflexão acerca da experiência da paisagem. A paisagem em seus aspectos físicos e imaginários constitui um campo de afecção que estrutura e organiza o espaço que habitamos. Um habitar permeado pela experiência, pela imagem e pela representação. Antes disso, a paisagem é somente uma condição de forças constantes que regem a Terra, a vida em sua complexidade espaçotemporal em uma dimensão cósmica.

A exposição resulta da pesquisa de doutorado em andamento pelo PPGAV/UFBA, cujo enfoque na Arte e Natureza suscita uma materialidade híbrida e elementar. O processo de criação é composto inicialmente por pesquisas de campo [caminhadas] que visam a experiência imersiva e contemplativa das estruturas e mecanismos que constroem a paisagem. O resultado é experienciado a partir de uma instalação composta por luz, som e objetos.

A mostra abre dia 17 de janeiro com visitação gratuita e segue até o dia 09 de fevereiro, de terça a sexta, das 13h às 19h e aos sábados, domingos e feriados, das 14h às 19h.

SERVIÇO:
O que: Exposição “PROTO_” de Raoni Gondim
Abertura: 17 de janeiro a partir das 14h
Visitação: 17 de janeiro a 09 de fevereiro de 2020. De terça a sexta, das 13h às 19h. Sábados, domingos e feriados, das 14h às 19h.
Onde: Museu de Arte da Bahia – Av. Sete de Setembro, 2340, Corredor da Vitória. Tel: (71) 3117-6902/08

Contato: raonigondim@gmail.com
Insta: @raonigondim – 71.991876262

Sobre o artista:
Raoni Gondim. Artista-Pesquisador em Linguagens Visuais Contemporâneas. Natural de Goiânia, Goiás. Professor da Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia – EBA/UFBA. Investiga, a partir de uma perspectiva ecossistêmica e transdisciplinar linguagens visuais contemporâneas e insurgentes. Formado em Fotografia; Especialista em Artes Visuais: Cultura e Criação; Mestre e doutorando pelo Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal da Bahia – PPGAV/UFBA. Publicou o livro-obra Pó.Boi.Pedra – Percografias, 2014 pelo edital ProEXT-Artes-2014, o livro Paisagens Sígnicas, 2ºedição, 2018, junto com a Profa. Dra Maria Celeste de Almeida Wanner. Participou de diversas exposições individuais, coletivas e curadorias.






CURA

Publicado em: 12 de jan de 2020


Museu de Arte da Bahia recebe exposição coletiva com curadoria da diretora da Escola de Belas Artes-UFBA.

Abertura: 17/01, 19h
Visitação: até 08/03
Local: Museu de Arte da Bahia
Curadoria: Danillo Barata, Nanci Novais
Artistas: Elias Santos, Juarez Paraiso, Mateus Aleluia, Patrícia Martins, Adalberto Alves, Cláudio Manoel Duarte, Miguel Navarro y Cañizares.

 

 






MIOLO #2

Publicado em: 12 de jan de 2020


Após um ano de trabalho coletivo o segundo volume da revista Miolo ficou pronto! Apesar de tudo, foi um ano incrível! Repleto de aprendizados e descobertas para as estudantes, artistas, designers, pessoas que se dedicaram em pensar a forma e o conteúdo do nosso periódico, em um processo de ensino-aprendizagem.

Ao longo do ano de 2019 mergulhamos juntas na produção deste segundo volume buscando abrir clareiras para que pudéssemos cultivar e/ou amadurecer nossas poéticas para além do espaço da publicação. Para isso realizamos uma série de vivências em grupo e experimentações gráficas-técnicas-conceituais que, ao longo do processo, foram incorporadas ao nosso projeto gráfico e contribuíram com a construção de um conceito editorial mais consistente.

Também nos aproximamos de poetas locais, realizamos chamadas públicas para obras e conhecemos um pouco mais do trabalho deste grupo lindo de pessoas que nos honraram com o envio de textos, fotografias, ilustrações e poesias. Gostaria de agradecer imensamente a colaboração de vocês. A quem colou na produção; a quem enviou mensagens; a quem teve paciência com a gente durante nosso aprendizado; e a quem de uma forma ou de outra nos ensinou bastante, muitas vezes sem nem saber que tava fazendo isso – muito obrigado!

Por conta das festividades de fim de ano, recessos e feriados, a nossa logística de comunicação ficou um pouco prejudicada e não tivemos tempo hábil para realizar a divulgação de modo apropriado. Portanto, gostaríamos de poder contar com a presença e o apoio de vocês (principalmente de quem vive em Salvador/BA) no sentido de mobilizar as suas redes e garantir um público de pessoas dispostas a trocar com a gente no nosso evento. Para comemorar a realização de mais uma edição da revista Miolo, convidamos a revista Gravidade, realizada por estudantes da UFBA de modo independente, para realizar uma ação performática e um sarau livre, com microfone aberto no qual contaremos com participação de poetas que integram ambas as publicações. Serão realizadas ainda apresentações performáticas e exibição de um vídeo apresentando fragmentos do nosso processo de produção.

Infelizmente, devido aos ataques governamentais às Instituições Federais de Ensino, a revista Miolo não contou com nenhum tipo de financiamento e foi totalmente produzida com recursos próprios. Mesmo com o valioso apoio da Riso Ativa, os custos para a materialização dos 200 exemplares foram elevados e impossibilitaram a sua distribuição gratuita. Assim, cada exemplar da Miolo precisa ser vendido por R$ 70,00 (setenta reais), contudo, na ocasião do lançamento adotaremos o valor promocional de R$ 50,00 (cinquenta reais). Neste sentido, peço compreensão e colaboração de cada um de vocês, de modo que possam contribuir financeiramente com qualquer valor, dentro de suas possibilidades, para custear a compra do seu exemplar e do envio do mesmo pelos Correios. É claro que esta contribuição não é compulsória. Quem por qualquer motivo não puder contribuir poderá retirar o seu exemplar no dia do lançamento, ou a qualquer momento na Escola de Belas Artes da UFBA. Vale salientar que toda a renda resultante da venda do segundo volume da revista Miolo será revertida para a realização do terceiro volume, neste ano de 2020.

Aproveito e deixo aqui, em primeira mão, o link da nossa campanha de financiamento coletivo para a realização do volume 3 da revista Miolo, neste ano de 2020: www.padrim.com.br/miolorevista

Conto com vocês!
Avante!

Revista Miolo






EBA publica editais para contratação de professores substitutos

Publicado em: 21 de dez de 2019


O processo seletivo simplificado destina-se à contratação de docentes por tempo determinado para o Departamento de Expressão Gráfica e Tridimensional.

Total de Vagas: 04 (quatro) vagas
Regime de trabalho: 40 horas semanais.
Matérias: Introdução à Computação nas Artes Gráficas (02 turmas); Desenho (04 turmas); Expressão Tridimensional (02 turmas); Projeto de Design (02 turmas)

Informações detalhadas na página dos Editais.






Mostra de Arte EBA – UFBA: Curso Livre de Pintura 2019

Publicado em: 18 de dez de 2019



A Escola de Belas Artes da UFBA convida para a “Mostra Curso Livre de Pintura – 2019”. O evento é resultado de mais uma atividade de extensão oferecida pela Universidade Federal da Bahia à comunidade soteropolitana.

 

SERVIÇO

Visitação: até 30 de janeiro de 2020.

Local: Museu Eugênio Teixeira Leal, Rua do Açouguinho, 01, Pelourinho.






EBA divulga resultado do concurso para criação de logo do Mapcult

Publicado em: 17 de dez de 2019


A direção da Escola de Belas Artes da UFBA tem a satisfação de comunicar o resultado do concurso para seleção da LOGO DO PROJETO MAPEAMENTO CULTURAL DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA.

A Comissão Julgadora, composta por Sérgio Eckerman, representante da FAUFBA, Messias Bandeira, representante do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos / IHAC, Ângela M. de Andrade e Sophia Rocha, representantes do Projeto Mapcult, sob a presidência de Nanci Santos Novais, Diretora da EBA/UFBA, deliberou pela seguinte classificação: 1° lugar, proposta de N° 03, de autoria de Edivan Silva Menezes dos Santos (Design/EBA), 2° lugar, proposta de N° 04, de autoria de Danilo Silva Guedes Pereira (Design/EBA) e 3° lugar, proposta de N° 02, de autoria de Ian Santos de Sousa (BI em Ciência e Tecnologia/IHAC).

A direção da EBA agradece a participação de todos os candidatos e parabeniza os vencedores.






Roda de Conversa sobre patrimônio cultural encerra edição 2019 comemorando os 142 anos de história da Escola de Belas Artes da Bahia

Publicado em: 12 de dez de 2019


(Assessoria de Comunicação FGM) A Prefeitura de Salvador, por meio da Fundação Gregório de Mattos (FGM), traz Escola de Belas Artes da Bahia- 142 anos de História como tema do último Patrimônio É… do ano, próxima terça-feira (17), às 18h, excepcionalmente, no Teatro Gregório de Mattos. Além da roda de conversa, na ocasião acontece o lançamento da revista Patrimônio É… Rodas de Conversa sobre Patrimônio Cultural de 2017.

SERVIÇO
O quê: Patrimônio É… roda de conversa sobre patrimônio cultural com tema Escola de Belas Artes da Bahia- 142 anos de História e lançamento da revista Patrimônio É… Rodas de Conversa sobre Patrimônio Cultural de 2017
Quando: 17/12, às 18h
Onde: ESSA EDIÇÃO ACONTECERÁ, EXCEPCIONALMENTE, NO TEATRO GREGÓRIO DE MATTOS
GRATUITO

Muito se pode contar dos 142 anos de história da Escola de Belas Artes da Bahia. Sua participação artística e cultural na comunidade baiana e nordestina sempre foi constante, expressiva e remonta à sua própria fundação, em 17 de dezembro de 1877, por Miguel Navarro Cañizares.

A EBA é a Segunda Escola Superior da Bahia e Segunda Escola de Arte do Brasil e por sua dedicação à assistência educacional da sociedade e o incentivo dado à vida cultural da Cidade do Salvador do final do século XIX, obteve reconhecimento de Utilidade Pública.

No plano intelectual, a produção da EBA tem sido relevante, destacando-se nas diversas pesquisas e teses já realizadas, com publicação de livros, artigos em jornais e revistas especializadas. O trabalho extensionista da Escola tem sido também notável através dos seus vários cursos livres, atividades com a comunidade externa e, principalmente, com as realizações das Feiras de Arte e exposições nos espaços internos da EBA – Galeria Cañizares e Galeria do Aluno.

A Escola de Belas Artes, que nasceu e viveu até os 90 anos no Solar Jonathas Abott no Centro Histórico, atualmente funciona no Campus Canela, Rua Araújo Pinho, 212, com quatro cursos de graduação: Bacharelado em Artes Plásticas/Visuais, Licenciatura em Desenho e Plástica, Design e o Curso Superior de decoração, um programa de pós-graduação em artes visuais com mestrado e doutorado, tendo também um curso de especialização em arte educação, todos compondo um saldo de mais de mil estudantes.

Para falar sobre o assunto, a Gerência de Patrimônio Cultural (GEPAC) conta com a participação de Nanci Santos Novais, graduada em Artes Plásticas pela Universidade Federal da Bahia (1986), Mestrado em Artes pela Universidade Federal da Bahia (1995) e Doutorado em Artes Visuais pela Universidade Politécnica de Valencia-Espanha (2010). Professora Associado IV da Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia, onde é Diretora desde 2013-atual, Selma Fraga Costa, Professora de História da arte da Escola de Belas Artes da Universidade federal da Bahia e mestre em História Social pela FFCH-UFBA. Possui curso de Especialização em História da Arte pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa-Portugal, Curso de História do Mobiliário pela Fundação Ricardo do Espírito Santos Lisboa e José Dirson Argolo, graduado em Artes Plásticas pela Universidade Federal da Bahia (1976), especialista em restauração de obras de arte e estágio prático em Florença – Itália, possui vários outros cursos, no Brasil, de especialização na área de restauração de bens culturais móveis e integrados, coordena um centro de restauro em Salvador é autor dos livros, “O Convento Franciscano de Cairu – Restauração de elementos artísticos”, editado pela UNESCO/MONUMENTA/IPHAN, lançado em 2009, e “O Mosteiro de São Bento da Bahia”, em que é um dos autores, lançado em 2011.

A mediação da roda de conversa fica a cargo de Luiz Alberto Ribeiro Freire, bacharel em Museologia pela Universidade Federal da Bahia (1990), licenciado em Letras Vernáculas com Francês pela Universidade Católica do Salvador (1983), Doutor em História da Arte pela Universidade do Porto, Portugal (2001), professor na Escola de Belas Artes da UFBA das disciplinas de História da Arte Ocidental e História da Arte Brasileira.

Logo após o bate-papo, acontece o lançamento da primeira edição da revista Patrimônio É… com transcrições de todas as edições dos encontros de 2017.

Parceria Unifacs
A GEPAC, vinculada à Diretoria de Patrimônio e Humanidades da FGM, firmou parceria com a UNIFACS – Universidade Salvador Laureate Internacional Universities, a fim de promover o intercâmbio de conhecimentos, experiências didáticas e informações na área de Ensino, Pesquisa, Desenvolvimento e Extensão, dos cursos de Arquitetura, Jornalismo e Engenharia. Durante todo o ano de 2019 os alunos terão cadeiras garantidas em todas as edições do “Patrimônio é… 2019”.

Patrimônio É…
Projeto do Salvador Memória Viva, programa de atividades de proteção e estímulo à preservação dos bens materiais e imateriais do município, da Fundação Gregório de Mattos, Prefeitura de Salvador, que aborda a questão do patrimônio cultural em diálogo com a história, memória, arquitetura, espaço público, educação, gestão e economia da cultura. Além de manter uma pauta fixa mensal para o tema, promove a educação patrimonial, colabora no direcionamento das ações dos institutos de tombamento e registro, bem como das instâncias de salvaguarda, e instrumentaliza a política municipal para atuar na valorização da memória histórica da cidade. Ao todo, serão oito encontros em 2019 e a edição especial de dezembro.

Salvador Memória Viva
O Programa Salvador Memória Viva, da Gerência de Patrimônio Cultural da FGM, objetiva promover ações voltadas à preservação do patrimônio cultural da nossa cidade, prevendo a recuperação de monumentos públicos, reforma dos equipamentos culturais administrados pela Fundação, além da aplicação de políticas de proteção legal a bens materiais e imateriais e atividades de educação patrimonial. O programa pretende ampliar o entendimento do cidadão, acerca dos valores que conformam sua identidade, tornando-o um parceiro no processo de salvaguarda de elementos de referência da paisagem cultural e da memória local.






100 anos de Zanine Caldas: arquitetura e mobiliário

Publicado em: 05 de dez de 2019


Em homenagem ao centenário do nascimento de Zanine Caldas, a EBA/UFBA apresenta mostra dedicada ao arquiteto e designer. Criações em maquetes, de diversos mobiliários e de uma residência, produzidos por alunos da componente curricular Maquete (turmas 2019.1 e 2019.2), estarão expostas para visitação na Galeria do Aluno a partir de hoje, às 17h. Para desenvolvê-las, foram utilizadas técnicas mistas, como a impressão 3D, cortadora a laser e produção manual tradicional. O resultado foi a produção de maquetes acadêmicas de qualidade onde foi respeitado a capacidade de cada aluno em desenvolver os seus modelos. O contato com o universo de Zanine, por meio da re-modelagem de seus artefatos, foi uma experiência marcante e enriquecedora, onde a máxima da expressão “saber-fazer” tocou o saber e se apresentou a cada momento em que, entendido e apreendido, tornou-se um fazer para saber.

Maria Emília Rodrigues Regina
Priscila Valente Lolata
Curadoria






IV Encontro do Grupo de Pesquisa Modos

Publicado em: 03 de dez de 2019


Sobre o evento

A História da Arte surgiu europeia, excludente, seletiva, biográfica, masculina, valorativa e tecnicista. Sua construção foi agregando valores e interesses nos vários séculos que sucederam ao século XVI e refletiu as discussões acerca do conceito de arte, suas funções e sentido social. Entre a segunda metade do século XX e as primeiras décadas do século XXI, a despeito dos vários campos de conhecimento, viu-se diante de novas demandas, tão legítimas e óbvias, que nos assustamos com a ideia de elas não terem surgido antes. Fez-se necessário ampliar os limites do conceito de arte assim como fizeram os artistas modernistas e contemporâneos; extrapolar as técnicas artísticas tradicionais; incluir mais mulheres artistas para além das modernistas, com suas produções e as questões que envolvem a expressão feminina na arte; expandir os limites geográficos de interesse para a pesquisa e o ensino; incluir as artes marginais e proscritas; selecionar temas relacionados com as questões de gênero, a problemática de raça e cor; dos socialmente marginalizados; dos problemas que afligem a sociedade como a ecologia, o lixo e a extinção dos povos das florestas, das plantas e animais e toda a variada expressão humana passível de estudo, discussão, compreensão e trato pedagógico.

Quando
05, 06 E 07 DE Dezembro, 2019

Onde
Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia – Salvador, Bahia

Programação e inscrição no site do encontro.






Inscrições abertas para concurso de logo do MapCult

Publicado em: 03 de dez de 2019


A Escola de Belas Artes da UFBA, em parceria com o programa de pós-graduação CULT, abriu inscrições para o concurso para seleção da identidade visual do projeto Mapeamento Cultural da UFBA. As inscrições já estão abertas e serão encerradas no dia 08 de dezembro de 2018. Podem participar alunos da EBA, FAUFBA, FACOM e IHAC.

O Mapeamento Cultural da UFBA é um projeto de pesquisa conduzido pelo Grupo de Estudos Multidisciplinares em Cultura (CULT), do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências professor Milton Santos (IHAC), que vai identificar atividades de ensino, pesquisa e extensão ligadas ao campo da cultura, produções artísticas e infraestruturas existentes para atividades culturais na universidade. Será realizado o mapeamento de toda atuação cultural da UFBA, incluindo desde projetos permanentes e já consagrados como a Orquestra Sinfônica e o Madrigal, até atividades eventuais e pequenos grupos, além de acervos culturais, auditórios, bibliotecas, galerias, jornais, laboratórios em cultura, livros e revistas publicados em cultura, museus, redes, salas de exibição, salas de exposição, sites, televisão, blogs, editora, etc. Também estão no registro de abrangência da investigação as atividades culturais de grupos musicais, grupos de dança, grupos de teatro e outros grupos culturais, as legislações e normas existentes sobre cultura na UFBA.

“A UFBA tem uma marca profundamente cultural em sua trajetória. Ela dispõe de um leque bastante amplo e diversificado de cursos atentos a temas como: cultura, artes, patrimônio, gestão da cultura, políticas culturais etc. Ela foi pioneira na implantação de cursos nestas áreas tanto na pós-graduação, quanto na graduação. A implantação das escolas de arte, dos estudos das culturas afro-baianas e agro-brasileiras, das dimensões das políticas e da gestão culturais é algo que marca e singulariza a história da UFBA”, afirma o coordenador do grupo CULT, professor Antônio Albino Rubim.

EDITAL E FICHA DE INSCRIÇÃO

 

CRONOGRAMA

22/10/2019 – Abertura do Edital;

22/10/2019 a 08/12/2019 – Período de Inscrições com entrega das propostas;

09 a 13/12/2019 – Julgamento das propostas;

16/12/2019 – divulgação do resultado do concurso, quando será publicado nos murais e sites da Escola de Belas Artes;

17 à 19/12/2019 – Período de Recursos;

20/12/2019 – Resultado do Recurso e divulgação final do resultado do concurso;

Primeira quinzena de março – entrega dos Prêmios e Certificados aos três primeiros colocados, junto com o lançamento da logo do projeto Mapeamento Cultural da UFBA.






© 2016 Todos os direiros reservados - Desenvolvido por uma cria da casa